Instalação do Grafana no CentOS 7

Olá pessoal, hoje venho para escrever sobre essa poderosa ferramenta de métricas e dashboards (Grafana). Eesse cenário levará em conta o modo de instalação (All-in-One), ou seja, a instalação do Grafana no mesmo servidor que o Zabbix Server.

Vale ressaltar que a boa prática do mercado é a instalação (modular), é sempre bom separar as aplicações em outros servidores, isso gera mais performance aos sistemas, troubleshooting mais simples e mais organização.

Veja o dashboard abaixo criado usando o datasource Zabbix com Grafana:

Zabbix Server Dashboard

O motivo de eu estar escrevendo esse artigo é devido aos poderosos dashboards que o Grafana pode oferecer diante de aplicações como, banco de dados (InfluxDB, PostgreSQL) entre outras ferramentas.

O Zabbix oferece gráficos, mapas e telas que eu costumo utilizar muito no dia a dia, é excelente para topologia de rede da sua infra, etc, os gráficos mostram de forma consistente os dados dos hosts (aplicações, switches, servidores), mas tenho que ressaltar que o Grafana entra justamente nessa parte. Com o Grafana rodando, você pode inovar muito mais nos seus gráficos e criar dashboards que mostram o funcionamento por completo da sua infra, toda a aplicação em apenas uma tela.

É na tomada de decisões que você pode ver como o Grafana é poderoso, onde você pode acompanhar todos os detalhes de dados que estão sendo monitorados. A comunidade é muito ativa e sempre existem novos dashboards e gráficos disponíveis para downloads no site, veja abaixo: https://grafana.com/dashboards

Bom, sem mais delongas, vamos ao que interessa de verdade, e mão na massa!

  • Ambiente usado para teste

Virtualizador: Oracle VM Virtual Box;
OS: CentOS 7;
Memória: 1G RAM;
CPU: 1;

  • Instalação do Grafana

Primeiramente devemos desabilitar o SELinux no CentOS:

# vim /etc/sysconfig/selinux

Vou instalar a aplicação de forma manual, usando o próprio Yum:

# wget https://dl.grafana.com/oss/release/grafana-6.2.4-1.x86_64.rpm# sudo yum localinstall grafana-6.2.4-1.x86_64.rpm
Tela de instalação do Grafana no CentOS 7

Não se esqueça de ativar o serviço do grafana-server:

# systemctl start grafana-server# systemctl enable grafana-server# systemctl status grafana-server
  • Ajustando o firewall

O Grafana roda na porta 3000, então temos que permitir o acesso:

# firewall-cmd --zone=public --add-port=3000/tcp --permanent# firewall-cmd --reload

Feito isso, chegou a hora de verificar se já temos o ambiente gráfico rodando, use o modelo abaixo de URL no seu browser:

http://Seu IP do servidor:3000/

Digite admin nos campos de usuário e senha, feito o acesso, altere sua senha.

Tela inicial do Grafana
  • Arquivo de log
# /var/log/grafana
  • Banco de dados
# /var/lib/grafana/grafana.db
  • Arquivo de configuração
# /etc/grafana/grafana.ini
Home Dashboard Grafana

Ah, já fornecendo um spoiler dos próximos conteúdos de artigo, estude a documentação do Grafana e escolha logo seu datasource ;)

Bom, a instalação está feita, nos próximos artigos irei demonstrar como integrar essa ferramenta poderosa com o datasource Zabbix, espero que esse artigo tenha despertado o interesse de vocês.

Foi um prazer escrever, até a próxima pessoal :-)

Senior Linux Administrator @IBM

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store